Buscar
  • Luis Namura

Tópico 4 - Plano de voo - Mercado público versus mercado privado

Atualizado: Mar 19

Onde você crê que pode obter melhores resultados com seu negócio: no mercado privado ou público?


Para muitos empreendedores, essa opção simplesmente nem passa pela cabeça, pois veem seu negócio estritamente voltado ao mercado privado.


Creem que o mercado público destina-se apenas às grandes empresas e, portanto, não desejam se aventurar nessa área.


Entretanto, devo lhe dizer: o mercado público pode ser um grande comprador de seus produtos ou serviços e pode alavancar imensamente o seu negócio.


Se você ainda não havia pensado nisso, porém ficou curioso e cogita se “aventurar” por essas bandas, veja a seguir o que considerar...

Mercado público versus Mercado Privado


Como decidir em qual mercado atuar: público ou privado? O que considerar para tomar uma decisão adequada?


Por certo, não era essa a questão que assolava a mente de Hamlet, príncipe da Dinamarca, quando proferiu a famosa frase “To be, or not to be, that is the question” na peça “A tragédia de Hamlet”, do dramaturgo inglês Willian Sheakespeare.


Mas, pode sim, ser a questão que venha a lhe ocorrer: Ser ou não ser fornecedor de órgãos públicos?


Para responder a essa questão, sugiro que você leve em consideração dois aspectos: natureza de seu produto ou serviço e sua capacitação técnica/jurídica para atuar nesse segmento. Vejamos:


Natureza do produto/serviço


A natureza de seu produto, claro, tem de ser condizente com as demandas desse setor. Em nada adianta desejar participar do mercado público se seus produtos ou serviços não são demandados por entidades públicas.


Isso, porém, é fácil de resolver, bastando para tal observar os editais que pululam nos diários oficiais, internet e outros veículos utilizados pelo poder público para dar ciência aos interessados acerca dos bens que buscam adquirir no mercado.


Capacitação técnica/jurídica


Já, o segundo quesito, sua capacitação técnica/jurídica para poder participar de certames licitatórios, irá demandar um grau de conhecimento e especialização que você deverá adquirir, caso não o possua, através de cursos ministrados por especialistas na área.


Além dessa especialização, você terá de preparar sua empresa para as exigências legais obrigatórias, a fim de poder participar das concorrências públicas em que seus produtos ou serviços estiverem aptos a preencher os requisitos demandados.


O mercado público oferece um sem número de possibilidades para empresas de todos os portes, porém as exigências editalícias são, por vezes, bastante desafiadoras. Para poder “se dar bem” nesse setor, sugiro que você siga as cinco indicações a seguir:


· Adquira conhecimento acerca das leis pertinentes às licitações; em especial 8.666/93 e suas sucedâneas;


· Inscreva-se em algum curso sobre licitações ou leia livros sobre tal assunto;


· Participe como ouvinte em algum processo licitatório, para aprender como as coisas funcionam na prática;


· Participe de alguma pequena concorrência pública para poder praticar aquilo que aprendeu nas fases anteriores;


· Conte com especialistas em processos licitatórios (geralmente advogados) para assessorá-lo nas diversas fases dos certames.


Portanto, participar do mercado privado ou público é uma decisão que compete somente a você. Porém, caso deseje escalar sua empresa, atuando na área pública, prepare-se bem antes de se aventurar.


Em especial, há uma diferença que deve ser bem compreendida por você, caso pretenda atuar em uma dessas áreas ou em ambas:


· Setor privado – aqui você pode fazer tudo que desejar, que não seja explicitamente proibido por lei;


· Setor público – aqui você poderá fazer somente o que for explicitamente permitido pela lei.


Tanto na área privada quanto na pública, você encontrará desafios a serem superados. Porém, com persistência, não há obstáculo que não possa ser vencido.


Adquira agora o seu exemplar do livro Yes, you can!

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo