Buscar
  • Luis Namura

Como Investir Com Segurança? - Cérebro do Namura #43

Para não quebrar a cara, confira como investir com segurança e ter sucesso nos negócios.

Como Investir Com Segurança? - Cérebro do Namura #43

Como investir com segurança


Saber como investir com segurança é o desejo de toda pessoa minimamente prudente. Afinal, você não vai querer perder toda uma vida de trabalho e poupança arriscando tudo o que conseguiu em uma “tacada de sorte”, correto?

Então, saber como obter o melhor retorno de seus investimentos com um grau de risco suportável deverá fazer parte de seus planos.


Além disso, saber como agir para alcançar esse objetivo deve se tornar uma meta em sua trajetória empresarial.


Adaptação


O aforismo que abre esse tópico, Como investir com segurança no livro Yes, You Can! indica algo importante para o empreendedor. Vou mencioná-lo aqui para analisar a verdade que ele encerra e para a qual você deve prestar muita atenção.


“Você não pode mudar o vento, mas pode ajustar as velas do barco para chegar aonde quer.” Confúcio


Não vivi nos tempos de Confúcio (551 a.C. a 479 a.C.), considerado o primeiro grande filósofo chinês. Porém, trazido aos dias de hoje, podemos dizer que ele nos ensina a nos adaptarmos às condições que se apresentam para podermos sobreviver como empresa.


Essa característica, adaptação, é a chave da sobrevivência da espécie humana na Terra.


No reino animal, não somos os mais ágeis, os mais velozes, nem os mais fortes. No entanto, com nossa inteligência, nos tornamos os mais adaptáveis às inúmeras situações e desafios a que fomos submetidos como espécie. Por isso, sobrevivemos no Ártico e no Saara.


Nenhuma outra espécie conseguiu tamanha façanha. Em geral, sobrevivem em ambientes específicos, em condições determinadas. Porém, ao alteramos o ambiente, as espécies que não se adaptam, morrem.


Charles Darwin (1809 – 1882) observou essa característica evolutiva das espécies por meio do estudo que realizou e apresentou em 1859 no livro “A origem das Espécies”.


Nessa magnífica obra, Darwin nos oferece a ideia, hoje amplamente aceita no meio científico, de que os ramos evolutivos são resultado da seleção natural, onde a luta pela sobrevivência impera.


A consequência direta desse postulado é que os mais adaptáveis são os que sobrevivem.


Pivotar


Também para nós, empreendedores, apenas os mais adaptáveis serão os que sobreviverão por longo tempo às mudanças constantes do mercado, ou seja, do meio em que vivemos.


Existe até uma palavra que define esse movimento de adaptação que somos obrigados a realizar se queremos sobreviver no mundo dos negócios: PIVOTAR.


Provavelmente importada de esportes como o basquete, o pivô é aquele elemento que altera o sentido da jogada em busca de uma melhor oportunidade para alcançar o resultado pretendido: a cesta e os pontos dela decorrentes.


Em negócios, pivotar tem o sentido de mudar a direção do negócio, mantendo a sua base original.


Assim, nós também devemos pivotar nossos negócios quando percebemos um caminho mais adequado para alcançar uma determinada meta, seja ela ampliar o resultado, impedir um fracasso iminente ou outra qualquer.


Ler o mercado


Portanto, aprender a ler o mercado, suas nuances e variações no decorrer de nossas operações é fundamental ao buscar como investir com segurança.


Dessa forma, podemos nos adaptar às mudanças impostas por novas tecnologias ou novos hábitos do consumidor, assim como é fundamental a um surfista “ler o mar” para aproveitar as melhores ondas.


Surge, então, uma questão: “Se o mercado muda e eu tenho que mudar com o mercado, como fazer esse movimento de forma segura e com maiores probabilidades de êxito?”


A ação de pivotar seu negócio muitas vezes significa abandonar por completo a zona de conforto em que você atua e conhece tão bem e partir para atuação em áreas que você pouco domina e que, portanto, lhe causam receio ou, por vezes, chegam a paralisá-lo.


Como, então, agir com cautela, mas sem procrastinação? Resposta: fazendo perguntas que possam auxiliá-lo a melhor avaliar o risco e o retorno possível como consequência das ações que você pretende tomar.


Pivotar ou não?


Parafraseando Shakespeare, diríamos: pivotar ou não pivotar, essa é a questão.


Essa é uma pergunta que deixa muita gente perdida em como investir com segurança. Muitas vezes, é respondida com base em premissas equivocadas, emocionais, ou opiniões de amigos sem que uma análise simples, porém profissional, seja levada a cabo.


Para evitar esse amadorismo, criei 21 questões que sugiro a você utilizar para que sua decisão seja a melhor possível dentro das condições que você estiver enfrentando.


Elas se referem à sua investida em uma nova empresa, que pode ser tanto uma nova versão de sua própria empresa ou, quem sabe, uma startup que você conheceu e atraiu sua atenção, pois resolve algum problema ou atende alguma necessidade da sociedade que você julga relevante.


Não importa se a empresa é sua e você necessita pivotar a atuação criando um novo produto, uma nova forma de vendas, ou um novo formato de distribuição.


Isso porque o que você fez até o momento não está mais atraindo tantos clientes e gerando os resultados que você deseja. Ou você começou um negócio recentemente e os clientes que você pretendia atender não apareceram no volume que você planejou.


Ou, quem sabe ainda, você vislumbrou uma nova oportunidade que lhe parece interessante e lucrativa numa startup.


Seja qual for a razão que o levou a analisar uma nova possibilidade, contar com um “checklist” para ajudá-lo a avaliá-la irá minimizar suas chances de fracasso e ampliar suas chances de sucesso.


Portanto, sugiro que você responda às 21 questões a seguir com a mais absoluta isenção, sem a paixão que costuma cegar os que dela se valem para analisar suas próprias empresas e produtos e que, no mais das vezes, causam grande decepção logo adiante.


Checklist


O produto a que me refiro a seguir pode ser um produto físico ou digital, um serviço, um novo processo de vendas ou distribuição, ou outro qualquer que você esteja imaginando implantar em seu negócio.


Usei o termo produto de modo genérico apenas para simplificar a escrita.


Para saber como investir com segurança, siga essas questões:


  1. O produto resolve algum problema real da sociedade?

  2. É local, regional, nacional ou global?

  3. O problema está crescendo ou diminuindo?

  4. A solução é inovadora?

  5. É disruptiva?

  6. A solução é proprietária?

  7. A solução está patenteada?

  8. Existem outras soluções concorrentes?

  9. Os concorrentes são fortes e muito capitalizados?

  10. A solução é melhor do que a dos concorrentes? Em que é mais vantajosa? Custo, -benefício?

  11. Existe alguma nova tecnologia que pode tornar a solução obsoleta em pouco tempo?

  12. Existem barreiras de entrada para concorrentes? Tecnológicas, financeiras, jurídicas, comerciais, burocráticas, sanitárias, ambientais, culturais? São intransponíveis?

  13. Quais são os riscos do negócio: gerencial, maturidade, legislação, político, produção, vendas, financiamento, competição, tecnologia, litígio, internacional, reputação, saída?

  14. A taxa interna de retorno (TIR) é atrativa? É maior do que 50%?

  15. Devido ao nível de risco envolvido, você aceita uma TIR inferior?

  16. O payback do investimento é curto ou longo? Maior ou menor do que cinco anos?

  17. O startup jockey é um líder apaixonado? Demonstra garra e determinação incomuns? No caso de você ser o “jokey”, ou seja, o empreendedor que vai levar adiante a implantação do novo produto, serviço ou processo, você pretende dedicar tempo e esforço para realizar a tarefa?

  18. O background do jokey agrega valor ao negócio em produção e vendas?

  19. O time gerencial é de alta qualidade? Possui alta capacidade de execução?

  20. O network da equipe agrega valor ao negócio? As relações são estratégicas?

  21. Há alguma empresa ou startup do mesmo ramo que responda melhor às questões acima?


Conclusão


Em se tratando de sobreviver e fazer sua empresa crescer, adaptação, ou como hoje dizemos, pivotar, é fundamental.


Num mundo em constante mutação, quem não se reinventa, de acordo com as condições que o mercado impõe, morre.


Portanto, esteja atento às mudanças ao seu redor e utilize a tabela aqui apresentada como um guia inicial para seus questionamentos e ações.


Responder às questões propostas, com isenção, irá economizar muito tempo, esforço, recursos e evitar dissabores em sua trajetória empresarial.


Adquira agora o seu exemplar do livro Yes, You Can! para saber como fazer seu negócio decolar.

Ah, aproveite para ficar por dentro de conteúdos exclusivos pelo nosso canal no YouTube.


Acesse o vídeo abaixo para ver dicas que vão fazer total diferença na sua empresa:



E aí, gostou do post sobre como investir com segurança? Então curta, comente e compartilhe.

Leia também sobre fatores de crescimento da empresa. Ou ainda, vá ao início do processo pelos tópicos abaixo:


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo