Buscar
  • Luis Namura

O Que Privilegiar Na Empresa? - Cérebro do Namura #45

Share x Lucro – qual dos dois é mais importante para seu negócio, e o que privilegiar na empresa? Leia a seguir.

O Que Privilegiar Na Empresa? - Cérebro do Namura #45

Conceitos


Antes de mais nada, é importante deixar claro os conceitos de share e lucro para podermos tecer algumas considerações sobre os dois termos sem que você interprete de forma equivocada o que pretendo apresentar.


Share


É um vocábulo em inglês amplamente utilizado nos compêndios de administração e que podemos traduzir por “participação” de mercado que sua empresa detém.


Assim, normalmente, uma elevada participação de mercado é algo que as empresas buscam. Afinal, isso pode garantir a dominação do seu setor e trazer enormes benefícios para os negócios.


O share de mercado é apresentado em termos percentuais e significa quanto sua empresa detém em relação a todo o mercado de clientes disponível.


Lucro


Já lucro, ou, melhor dizendo, resultado, pois há ocasiões em que a empresa apresenta prejuízo em seu balanço, representa quanto sua operação oferece de retorno pelo capital investido em sua operação.


Em um determinado período, em geral anual, mas, não raro, vemos relatórios mensais ou trimestrais do desempenho da empresa. O resultado (lucro ou prejuízo) aparece como elemento fundamental na tomada de decisões para o empreendedor.


Estratégia


O que privilegiar na empresa? O que é mais importante: share ou lucro? A resposta a essa questão demanda uma breve análise.


  • Lucro – claramente, todo e qualquer empresário visa obter lucro – resultado – em suas operações e, portanto, colocar em prática um modelo que lhe permita auferir lucro é condição sine qua non para que a empresa se torne sustentável e perene no tempo.


  • Share – não menos importante, crescer e tornar-se um player relevante e respeitado no seu mercado é desejo de todo empreendedor.


Portanto, alcançar um elevado share – participação – de mercado é também um objetivo.


Porém, isso impõe que o resultado alcançado com sua operação seja reinvestido no crescimento de sua empresa, ou seja, seu lucro é “consumido”, pois passa a ser utilizado para financiar o crescimento da empresa.


Dessa maneira, você pode abrir novas unidades em outros locais para aproveitar todo o potencial de mercado disponível e impedir que a concorrência dele tome conta.


Há outras formas de financiar seu crescimento. Por exemplo: Empréstimos, equity (venda de parcelas da empresa para terceiros), franchising, emissão de títulos mobiliários, etc.


No entanto, o lucro fará parte da “cesta de recursos” que você lança mão para alavancar o crescimento do negócio.


As startups, por exemplo, geralmente se valem de equity, em várias rodadas de captação de recursos, visando alcançar um crescimento rápido do negócio, antes que outros players o façam e sua participação de mercado se torne irrelevante.


Decisão: O que privilegiar na empresa


Decidir entre share ou lucro em geral é algo que incomoda empreendedores iniciantes.


Após tanto esforço para colocar em marcha seu projeto, alcançar o breakeven point (estágio em que as receitas cobrem os custos e despesas) é sempre motivo de orgulho e comemoração.


A partir desse ponto, sua empresa finalmente passa a dar retorno positivo. Aí é chegado o momento de decidir o que fazer com o lucro: distribuir entre os sócios ou reinvestir na própria empresa? Eu não tenho dúvida: REINVISTA no seu negócio e faça-o CRESCER. Ou seja, privilegie a conquista do mercado em detrimento da distribuição dos resultados.


Se você conseguiu operar de modo eficiente um negócio e demonstrou sua viabilidade, nada mais correto do que acelerar o seu crescimento. Isso poderá ser feito, ao menos em parte, utilizando o resultado positivo (lucro) que sua operação estiver gerando para alavancar o crescimento e abocanhar parcelas cada vez mais relevantes do mercado.


Essa estratégia, além de evitar a entrada de concorrentes que poderiam desalojá-lo de sua posição “confortável”, permitirá obter lucros cada vez maiores no futuro devido ao crescimento de sua participação de mercado. Considere essa opção ao avaliar o que privilegiar na empresa.


Quando, então, seu mercado estiver maduro e não for necessário tanto investimento para alavancar o crescimento de seu negócio, ou seja, quando sua operação se tornar a “vaca leiteira” indicada pela matriz BCG, que tratamos no blogpost Garanta A Perenidade Da Empresa - Cérebro do Namura #35, aí então você poderá distribuir o lucro gerado.


Antes disso, seria uma estratégia equivocada e temerária.


Visão sistêmica


Essa visão mais abrangente da relação entre lucro x participação trará resultados mais duradouros.


Isso permite não apenas o crescimento sustentado de seu negócio, mas a valorização de seus colaboradores, pois eles se sentem participantes de um projeto sólido, de longo prazo, sob uma liderança que sabe onde quer chegar e tem um modelo para tal.


Nesse contexto, os valores e a missão da empresa se tornam os guias que impulsionam os resultados.


Indo além, uma empresa que cresce de forma contínua e sustentada oferece conforto e bem-estar aos colaboradores, e isso se traduz em um ambiente sadio, onde desafios e oportunidades surgem a todo momento e geram qualidade de vida para todos.


Adquira agora o seu exemplar do livro Yes, You Can! para saber como fazer seu negócio decolar.

Ah, aproveite para ficar por dentro de conteúdos exclusivos pelo nosso canal no YouTube.



E aí, gostou do post sobre o que privilegiar na empresa? Então curta, comente e compartilhe.


Leia mais:

19 visualizações0 comentário